Página Inicial

Menu de Ajuda

Menu Principal

Detalhe da UFCD

6562 - Prevenção e controlo da infeção: princípios básicos a considerar na prestação de cuidados de saúde
(*) Em Vigor
Designação da UFCD:
Prevenção e controlo da infeção: princípios básicos a considerar na prestação de cuidados de saúde
Código:
6562
Carga Horária:
50 horas
Pontos de crédito:
4,50
Objetivos

  • Identificar noções básicas de microbiologia.
  • Identificar os conceitos e princípios associados à epidemiologia da infeção e cadeia epidemiológica.
  • Identificar o papel das entidades e dos profissionais intervenientes na prevenção e controlo da infeção: orientações, medidas e recomendações.
  • Identificar o enquadramento legal associado ao controlo da infeção.
  • Identificar os conceitos de doença, infeção e doença infeciosa.
  • Identificar situações de risco potenciadoras da infeção associadas aos diferentes contextos de prestação de cuidados.
  • Identificar a tipologia e utilização/funcionalidade dos diferentes equipamentos de proteção individual.
  • Identificar as precauções básicas a ter com a limpeza do fardamento, a vacinação e cuidados de higiene pessoal.
  • Explicar que o profissional de saúde pode ser um potencial hospedeiro e/ou vetor de infeção.
  • Identificar as precauções básicas a ter no transporte de utentes.
  • Identificar as precauções básicas a ter no transporte de amostras biológicas.
  • Identificar as precauções básicas a ter nos cuidados ao corpo e transporte post-mortem.
  • Aplicar as técnicas de higienização das mãos, no âmbito das tarefas associadas à prestação de cuidados diretos, de acordo com orientações, medidas e recomendações da OMS e Programas Nacionais.
  • Utilizar e descartar corretamente o equipamento de proteção individual adequado, no âmbito das tarefas associadas à prestação de cuidados diretos, de acordo com orientações, medidas e recomendações da OMS e Programas Nacionais.
  • Explicar a importância de se atualizar e adaptar a novos produtos, materiais, equipamentos e tecnologias no âmbito das suas atividades.
  • Explicar a importância de manter autocontrolo em situações críticas e de limite.
  • Explicar o dever de agir em função das orientações do profissional de saúde.
  • Explicar o impacte das suas ações no bem-estar de terceiros.
  • Explicar a importância da sua atividade para o trabalho de equipa multidisciplinar.
  • Explicar a importância de cumprir as normas de segurança, higiene e saúde no trabalho.
  • Explicar a importância de agir de acordo com normas e/ou procedimentos definidos no âmbito das suas atividades.
  • Explicar a importância de prever e antecipar riscos.
  • Explicar a importância de demonstrar segurança durante a execução das suas tarefas.
  • Explicar a importância da concentração na execução das suas tarefas.
  • Explicar a importância de desenvolver uma capacidade de alerta que permita sinalizar situações ou contextos que exijam intervenção.
Recursos Didáticos

Conteúdos

  • Noções básicas de Microbiologia
    • Introdução à microbiologia
    • Morfologia e estrutura de microorganismos
      • - vírus
      • - Bactérias
      • - Fungos
      • - Parasitas
    • Nutrição de microrganismos
    • Meios de cultura de microrganismos
    • Crescimento microbiano
    • Acção de agentes físicos e químicos
  • Epidemiologia da infeção - cadeia epidemiológica
    • Microrganismos e patogenicidade
    • Reservatórios ou fontes dos microrganismos
    • Portas de entrada e de saída dos microrganismos
    • Vias de transmissão
    • Hospedeiro e sua susceptibilidade
    • Resistências anti-microbianas
  • Princípios da prevenção e controlo da infeção, medidas e recomendações
    • Os conceitos de doença, infeção e doença infecciosa
    • Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infeção associada aos cuidados de saúde
    • O papel das comissões de controlo de infeção nas unidades de saúde
    • Enquadramento legal do controlo da infeção
  • Conceitos básicos associados à infeção
    • Adquirida na comunidade
    • Nosocomial
    • Infeção Cruzada
  • Exposição a risco biológico
    • Conceito de agente biológico
    • Prevenção na exposição ao risco biológico
    • Tuberculose
    • Hepatite A, B e C
    • HIV
  • Potenciais alvos da infeção
    • O/A Técnico/a Auxiliar de Saúde como potencial hospedeiro e/ou vetor de infeção
  • Situações de risco potenciadoras da infeção
    • Os Contextos de prestação de cuidados (institucionalização/comunidade) e especificidades na área da prevenção e controlo da infeção de forma a prevenir a transmissão da infeção (disseminação aérea, por gotícula e por contacto; precauções com o equipamento, transporte e alojamento do utente)
    • A prevenção das infeções associadas às unidades/ serviços específicos e recomendações associadas
      • - O isolamento
      • - Unidades de utentes imunodeprimidos
      • - Pediatria
      • - Unidades de cuidados intensivos
      • - Blocos operatórios
      • - Salas de parto
      • - Laboratórios
      • - Consultas
      • - Outras
    • A prevenção das infeções associadas à prestação de cuidados específicos e recomendações associadas
      • - O utente submetido a intervenção invasiva
    • O transporte de utentes
    • O transporte de amostras biológicas
    • Os cuidados ao corpo e transporte post-mortem
  • Precauções básicas e o equipamento de proteção individual
    • Equipamento de proteção individual (qual, quando e como usar)
    • Higiene das mãos (conceito, técnicas, procedimentos)
    • Uso adequado e seguro das barreiras protectoras
    • Cuidados de higiene pessoal
    • Vacinação
    • Fardamento
  • Tarefas que em relação a esta temática se encontram no âmbito de intervenção do/a Técnico/a Auxiliar de Saúde
    • Tarefas que, sob orientação de um profissional de saúde, tem de executar sob sua supervisão directa
    • Tarefas que, sob orientação e supervisão de um profissional de saúde, pode executar sozinho/a
Referenciais de Formação

Histórico de Alterações

(*) 2010-08-29   Criação de UFCD.