Página Inicial

Menu de Ajuda

Menu Principal

Detalhe da UFCD

7724 - Proteção de frangos nos locais de criação
(*) Em Vigor
Designação da UFCD:
Proteção de frangos nos locais de criação
Código:
7724
Carga Horária:
25 horas
Pontos de crédito:
2,25
Objetivos

  • Identificar os fatores de stress que afetam o bem-estar dos frangos nos locais e em diferentes sistemas de exploração.
  • Reconhecer as necessidades fisiológicas e as características comportamentais dos frangos nas diversas fases de criação nos locais de exploração.
  • Caracterizar a norma de conduta de um tratador para assegurar o bem-estar dos frangos.
  • Identificar as características estruturais e técnicas das instalações para assegurar o bem-estar dos frangos, de acordo com o sistema de exploração.
  • Indicar as principais normas jurídicas da legislação nacional e comunitária de proteção e bem-estar dos frangos nos locais de criação e no transporte.
  • Identificar os aspetos práticos da manipulação cuidadosa dos frangos, bem como a sua captura, carregamento e transporte.
  • Identificar os cuidados de emergência a ministrar a frangos, incluindo a occisão e o abate de emergência na exploração.
  • Descrever as características de um veículo de transporte de frangos, de acordo com as normas técnicas, indicando também as estruturas e dispositivos que deve ter.
  • Descrever as características de uma condução adequada do veículo de transporte de frangos.
  • Indicar o impacto das práticas de maneio e de transporte de frangos na qualidade da carne e no comportamento.
  • Reconhecer os principais riscos para a segurança dos trabalhadores no maneio, carga e descarga dos frangos.
Recursos Didáticos

Conteúdos

  • Bem-estar animal e stress
    • Conceito de bem-estar animal
    • Conceito das cinco liberdades
    • Conceito de stress
    • Resposta ao stress dos frangos
    • Indicadores e avaliação de bem-estar dos frangos
    • Papel do criador e do tratador no bem-estar dos frangos
    • Importância do bem-estar animal em termos produtivos e na opinião dos consumidores
  • Fisiologia animal
    • Conceitos práticos de fisiologia dos frangos
    • Necessidades fisiológicas – nutrição, abeberamento e termorregulação, em função da fase de produção
  • Comportamento animal
    • Abordagem geral ao comportamento dos frangos:
    • Comportamento social
    • Comportamento alimentar
    • Comportamento de conforto
    • Comportamento anti predatório
    • Necessidades comportamentais dos frangos
    • Avaliação do comportamento animal dos frangos e sua importância, como indicadores de bem-estar
  • Comportamento dos tratadores e animais
    • Tipos de comportamento humano face aos animais
    • Fatores críticos nas relações animais/tratadores
    • Influência do comportamento humano na produtividade dos coelhos
    • Qualificação dos tratadores e o seu impacto nos resultados da exploração
  • Maneio (em função da fase etária e do sistema de produção)
    • Conceitos gerais de maneio de frangos
    • Controlo ambiental e ventilação
    • Maneio alimentar e água
    • Maneio de camas e densidades
    • Importância de um correto maneio no bem-estar dos animais
    • Conceito de densidade animal e importância da densidade no bem-estar e produtividade
    • Requisitos de maneio das explorações até 33 Kg/m2
    • Requisitos de maneio das explorações de ≥33 Kg/m2 a <39 Kg/m2
    • Requisitos de maneio das explorações de ≥39 Kg/m2 a <42 Kg/m2
    • Regras de maneio em explorações com modo de produção biológico
    • Regras de maneio em sistemas de produção com acesso ao ar livre
    • Importância dos registos numa exploração de frangos
    • Tipo de registos que devem existir numa exploração
  • Instalações
    • Diferentes sistemas de produção e impacto em termos de bem-estar animal e produção dos frangos
    • Requisitos dos pavilhões que produzem até 33 Kg/m2
    • Requisitos dos pavilhões que produzem de ≥33 Kg/m2 a <39 Kg/m2
    • Requisitos dos pavilhões que produzem de ≥39 Kg/m2 a <42 Kg/m2
    • Requisitos dos sistemas de produção ao ar livre e em modo de produção biológico
    • Declaração da superfície utilizável – procedimentos
    • Notificação da intenção de produzir a densidades ≥33 Kg/m2. Procedimentos.
  • Regras de biossegurança
    • Importância das regras de biossegurança em avicultura
    • Principais regras de biossegurança a aplicar em avicultura
  • Sistemas de emergência
    • Sistemas de emergência e salvaguarda existentes em avicultura
    • Precauções contra incêndios
  • Sistema de avaliação dos parametros de bem-estar dos frangos no matadouro
  • Funcionamento do sistema de avaliação de bem-estar na exploração e o impacto nos resultados – Guia para avaliação dos parametros de bem-estar dos frangos no matadouro
  • Preenchimento do IRCA – envio da informação do bando ao matadouro
  • Elaboração de planos de ação
  • Manuseamento e transporte de animais
    • Procedimentos a adotar na apanha e colocação dos frangos nas caixas
    • Limpeza e desinfeção de veículos
    • Situações e cuidados de emergência
    • Occisão e abate de emergência na exploração
    • Documentação e registos obrigatórios para o transporte de frangos
  • Impacto do manuseamento e transporte dos frangos na produtividade e nos resultados do matadouro
    • Impacto do manuseamento na mortalidade, traumatismos e qualidade da carcaça
    • Efeito do transporte de pintos na vida produtiva e no bem-estar dos frangos
  • Legislação nacional e comunitária aplicável às explorações pecuárias sobre o bem-estar dos frangos nos locais de criação e no transporte
  • Segurança e condições de trabalho
    • Identificação dos principais riscos no manuseamento, carregamento e transporte de frangos. Análise de riscos.
    • Normas, técnicas de segurança e equipamentos de proteção coletiva e individual
Referenciais de Formação

Histórico de Alterações

(*) 2013-05-08   Criação de UFCD.