Página Inicial

Menu de Ajuda

Menu Principal

Detalhe da UFCD

6281 - Processos e métodos de proteção fitossanitária e de aplicação de produtos fitofarmacêuticos
(*) Em Vigor
Designação da UFCD:
Processos e métodos de proteção fitossanitária e de aplicação de produtos fitofarmacêuticos
Código:
6281
Carga Horária:
50 horas
Pontos de crédito:
4,50
Objetivos

  • Identificar os principais meios e métodos de proteção das plantas.
  • Estimar o risco e o nível económico de ataque de uma dada cultura em relação a um inimigo.
  • Identificar o modo de ação das diferentes classes de produtos fitofarmacêuticos.
  • Interpretar as componentes de um rótulo de uma embalagem de produto fitofarmacêutico.
  • Determinar o intervalo de segurança de um produto fitofarmacêutico.
  • Efetuar o cálculo de doses, concentrações e volumes de calda.
  • Efetuar a proteção fitossanitária das culturas, conduzindo, operando e regulando as máquinas de aplicação, tendo em atenção os princípios de proteção integrada.
  • Aplicar os procedimentos para minimizar o risco na utilização de produtos fitofarmacêuticos para o aplicador, para o ambiente, para as espécies e organismos não visados e para o consumidor.
  • Regular, calibrar e proceder à manutenção das máquinas de tratamento e proteção das plantas.
  • Enumerar os procedimentos para armazenar e transportar em segurança pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos.
Recursos Didáticos

Conteúdos

  • Meios de proteção das culturas – controlo de doenças, pragas e infestantes
    • Luta biológica, cultural, genética, biotécnica e química
  • Protecção integrada
    • Evolução da proteção das plantas
    • Legislação específica
    • Principios gerais de proteção integrada
    • Estimativa de risco e modelos de previsão
    • Nível económico de ataque (NEA)
    • Tomada de decisão
    • Luta química – seleção de produtos
    • Registo dos tratamentos realizados (caderno de campo)
  • Produção integrada
    • Principios da PRODI
    • Estratégia de produção
    • Principais técnicas de produção
    • Regulamentação e registos
  • Agricultura biológica
    • Principios gerais
    • Regulamento comunitário relativo à Agricultura Biológica
  • Produtos fitofarmacêuticos (PF)
    • Definição de produto fitofarmacêutico
    • Classificação química
    • Modos de ação
    • Formulação
  • Sistemas regulamentares dos produtos fitofarmacêuticos
    • Homologação dos PF
    • Produtos ilegais – sua identificação
    • Distribuição, venda e aplicação
    • Gestão de resíduos de embalagens e excedentes
    • Outra legislação aplicável ou complementar
  • Segurança na utilização de produtos fitofarmacêuticos
    • Aspetos toxicológicos inerentes à manipulação e aplicação dos produtos fitofarmacêuticos
    • Simbolos toxicológicos e ecotoxicológicos
    • Informação e leitura do rótulo
    • Equipamento de proteção individual (EPI)
    • Relação entre o EPI e as diferentes características dos produtos fitofarmacêuticos
    • Sintomas de intoxicação com produtos fitofarmacêuticos
  • Redução do risco no manuseamento e aplicação de produtos fitofarmacêuticos
    • Verificação das condições de trabalho, condições atmosféricas, material de aplicação a utilizar, leitura do rótulo
    • Cuidados com a preparação da calda
    • Noção de dose e concentração da calda
    • Utilização do EPI
  • Redução do risco para o ambiente, espécies e organismos não visados
    • Impacte no ambiente do uso de PF
    • Riscos para as espécies e organismos não visados resultantes da aplicação dos PF
    • Prepração da calda
    • Eliminação de excedente da calda
    • Lavagem do equipamento de aplicação
    • Gestão de embalagens de produtos obsoletos
  • Redução do risco para o consumidor
    • Noção de resíduo
    • Limite máximo de resíduo
    • Intervalo de segurança
    • Exposição do consumidor e cumprimento das indicações do rótulo
    • Controlo de resíduos
  • Máquinas de aplicação – pulverizadores, atomizadores e polvilhadores
    • Tipos, constituição e funcionamento
    • Equipamentos combinados de mobilização, sementeira e tratamento fitossanitário
    • Critério para a seleção das máquinas
    • Engate das máquinas ao trator e regulações comuns
    • Inspeção dos equipamentos e verificação do estado de funcionamento
    • Técnicas de calibração e regulação das máquinas de aplicação
    • Limpeza, conservação e manutenção do material de aplicação
  • Preparação da calda e técnicas de aplicação
    • Cálculo de doses, concentrações e volumes de calda com herbicidas, inseticidas, fungicidas e outros PF
    • Preparação da calda
    • Técnicas de aplicação
    • Arrastamento da calda
    • Cuidados com o equipamento após a aplicação
    • Eliminação de excedentes e de embalagens
  • Armazenamento e transporte de pequenas quantidades de PF
    • Condições e características dos locais de armazenamento de PF
    • Perigos e segurança durante o armazenamento e sinalização
  • Acidentes com PF
    • Perigos e segurança no transporte de pequenas quantidades de PF
    • Prevenção de acidentes
    • Acidentes de trabalho
    • Medidas de primeiros socorros
  • Boas práticas de segurança e saúde na aplicação de produtos fitofarmacêuticos
Referenciais de Formação

Histórico de Alterações

2010-01-15   Criação de UFCD.
Informação

Designação da UFCD:
Processos e métodos de proteção fitossanitária e de aplicação de produtos fitofarmacêuticos
Código:
6281
Carga Horária:
50
Pontos de crédito:
4,50
Objetivos

  • Identificar os principais processos e métodos de proteção das plantas.
  • Interpretar as componentes de um rótulo de uma embalagem de produto fitofarmacêutico.
  • Efetuar o cálculo da concentração e quantidade de produto fitofarmacêutico a aplicar.
  • Efetuar a proteção fitossanitária das culturas, conduzindo, operando e regulando as máquinas e os equipamentos agrícolas adequados às atividades a realizar, tendo em atenção os princípios de proteção integrada, a eficácia e o efeito dos resíduos no ambiente e as boas práticas de aplicação de produtos fitofarmacêuticos.
  • Identificar os procedimentos a efetuar para minimizar o risco na utilização do produto fitofarmacêutico para o aplicador, para o ambiente e para os consumidores dos produtos agrícolas tratados.
  • Regular, calibrar e proceder à manutenção das máquinas de aplicação de produtos fitofarmacêuticos.
  • Enumerar os procedimentos para armazenar e transportar em segurança pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos.
Bibliografia

Conteúdos

  • Proteção das plantas - controlo de doenças, pragas e infestantes
    • Controlo físico, biológico e químico
    • Controlo manual e mecânico
  • Produtos fitofarmacêuticos
    • Definição de produto fitofarmacêutico
    • Composição/formulação dos produtos fitofarmacêuticos
    • Principais grupos de produtos fitofarmacêuticos
  • Regulamentação aplicável aos produtos fitofarmacêuticos
    • Homologação dos produtos fitofarmacêuticos
    • Distribuição, venda e aplicação
    • Consequências da aplicação da legislação
  • Segurança na utilização de produtos fitofarmacêuticos
    • Aspectos toxicológicos – toxicidade aguda e sub-crónica
    • Efeitos toxicológicos resultantes da exposição do aplicador
    • Classificação toxicológica dos produtos fitofarmacêuticos
    • Caracterização dos equipamentos de proteção individual (EPI)
    • Escolha de EPI face às características do produto fitofarmacêutico
    • Armazéns de produtos fitofarmacêuticos em explorações agrícolas, florestais e empresas de prestação de serviços de aplicações terrestres – requisitos de construção
    • Armazenamento de produtos fitofarmacêuticos
    • Transporte de pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos
  • Minimização do risco na aplicação dos produtos fitofarmacêuticos
    • Minimização do risco para a aplicador
      • - Cuidados no local durante a preparação
      • - Cuidados na aplicação da calda
    • Minimização do risco para o ambiente
      • - Selecção dos produtos a utilizar
      • - Consequências de uma aplicação incorrecta
      • - Gestão dos resíduos das embalagens vazias
      • - Eliminação dos excedentes de calda
    • Minimização do risco para o consumidor
      • - Noção de resíduo e intervalo de segurança
      • - Limite máximo de resíduo e controle dos resíduos
  • Boas práticas fitossanitárias
    • Princípios gerais
    • Conceito de eficácia
    • Factores que interferem na eficácia
    • Tomada de decisão de aplicação de um produto fitofarmacêutico
  • Acidentes com produtos fitofarmacêuticos
    • Principais riscos e acidentes
    • Medidas de primeiros socorros
  • Tipos de pulverizadores, atomizadores e polvilhadores
    • Tipos, constituição e funcionamento
    • Selecção do material de aplicação
    • Regulações/calibrações/afinações
      • - Cálculo das quantidades de produto fitofarmacêutico a utilizar
      • - Medidas para minimizar as perdas de calda
      • - Método para avaliar a deposição de calda no alvo pretendido
      • - Inspecção do equipamento e verificação do estado de funcionamento
      • - Cuidados com o equipamento após a aplicação
    • Manutenção/conservação
    • Equipamentos combinados de mobilização, sementeira e tratamento fitossanitário
  • Preparação da calda
  • Cálculo de débitos
  • Normas e técnicas de aplicação da calda
  • Tratamento de efluentes de lavagem dos equipamentos de aplicação
  • Boas práticas de segurança e saúde na aplicação de produtos fitofarmacêuticos
Referenciais de Formação

(*) 2013-08-08   Alteração dos Objetivos.
Alteração dos Conteúdos.